O adeus a Lucy Parke

Lucy Parke. Foto: Reprodução

Da Redação

Lucy Parke, uma menina oriunda de Co Down, na Irlanda, com uma rara doença genética, morreu aos oito anos de idade, no início deste mês de janeiro, segundo indica o Belfast Telegraph.

A criança era portadora da síndrome Hutchinson Gilford Progeria, uma doença que causa envelhecimento precoce e que afeta apenas uma em cada 4 milhões de pessoas no mundo. Como não tem cura, os seus portadores têm uma esperança média de vida reduzida, não ultrapassando, geralmente, a adolescência.

De acordo com alguns especialistas, a condição de que Lucy padecia fazia com que o seu ritmo de envelhecimento fosse oito vezes mais rápido do que o normal.

“Perdemos a nossa preciosa Lucy. O seu corpo estava fraco mas o seu coração era forte. O seu amor pela vida e o seu maravilhoso sorriso faziam-nos orgulhosos por ser os seus pais”, afirmou a família, em comunicado.

A vida e o exemplo de Lucy servia de inspiração para crianças com condições de saúde igualmente difíceis.

Fonte: Notícias ao Minuto