Balneários têm cadeiras especiais para pessoas com deficiência

praia acessivel

Da Redação
Da Agencia de Notícias do Paraná

O Governo do Estado ampliou os pontos da Praia Acessível, ação do Verão Paraná 2017/2018, que garante às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida banho de mar seguro e confortável. O programa de acessibilidade foi desenvolvido pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, em parceria com a Sanepar e Copel Telecom, e estará disponível até o fim da temporada.

Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem usar cadeiras anfíbias no banho de mar - Foto: Aliocha Mauricio/SEDS

Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem usar cadeiras anfíbias no banho de mar – Foto: Aliocha Mauricio/SEDS

Cadeiras anfíbias estão sendo usadas desde o dia 21 de dezembro, gratuitamente, no Litoral. “A novidade desta temporada é que, além do Litoral, as ações do Praia Acessível foram estendidas para Santa Helena, na Região Oeste”, diz a coordenadora estadual da Política da Pessoa com Deficiência, Flavia Cordeiro.

Em Santa Helena, o Praia Acessível chegará alguns dias depois do Litoral. Com pouco mais de 25 mil habitantes, o município recebe milhares de turistas no verão, para visitar a praia artificial do Lago de Itaipu. “Teremos uma equipe treinada para atender as pessoas que frequentam a prainha de Santa Helena, mas que, por conta de deficiência ou dificuldade de locomoção, não tinham acesso ao banho no lago”, explica Flávia.

Segurança

As cadeiras têm rodas especiais, mais largas e adaptadas para a areia, por isso não afundam na água e são mais fáceis de movimentar. Com capacidade para suportar até 120 quilos, são flutuantes e confeccionadas em material leve, resistente e inoxidável.

“Os equipamentos contam com itens fundamentais de segurança como cinto regulável, apoio cervical, para a cabeça, e apoio para os pés, em tecido emborrachado. Por serem mais altas, permitem que o usuário entre no mar a uma profundidade segura”, diz a coordenadora da Secretaria da Família.

Nos pontos de atendimento, equipes treinadas monitoram a atividade de lazer e inclusão, garantindo a segurança do usuário e tranquilidade ao acompanhante. O cuidado é desde a transposição para cadeira anfíbia, o deslocamento até a água e o banho propriamente dito.

Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem usar cadeiras anfíbias no banho de mar - Foto: Aliocha Mauricio/SEDS

Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem usar cadeiras anfíbias no banho de mar – Foto: Aliocha Mauricio/SEDS

Atendimento

O Praia Acessível terá nove pontos de atendimento no litoral, que funcionarão diariamente, das 9 às 19 horas. Os locais foram escolhidos por concentrarem grande número de banhistas em anos anteriores. Três deles estarão em Guaratuba: na Praia das Pedras (ponta esquerda), Praia Central e Praia de Caieiras.

Em Matinhos, as cadeiras anfíbias poderão ser encontradas na Praia Mansa, na Praia Central – em frente à Sorveteria D’Vicz, e bem em frente ao edifício Pipeline, bastante conhecido na região.

No município de Pontal do Paraná, haverá equipamento e equipes nos balneários de Pontal do Sul, próximo ao Centro de Estudos do Mar da Universidade Federal do Paraná; Ipanema, na praia central, e Praia de Leste (Mirassol).

O Praia Acessível foi lançado como projeto-piloto durante a temporada de verão 2016-2017. Em dois meses, o projeto atendeu cerca de 500 pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, em três pontos do Litoral.

Serviço

Praia Acessível

Data: Até o dia 18 de fevereiro de 2018

Horário: Todos os dias, das 9h às 19h.

 

Locais

  • GUARATUBA: Praia das Pedras, Praia Central e Caieiras
  • MATINHOS: Praia Mansa e Praia Central, em frente à Sorveteria D’Vicz e em frente ao edifício Pipeline
  • PONTAL DO PARANÁ: Pontal do Sul (próximo ao Centro de Estudos do Mar da UFPR); Ipanema (Praia Central) e Praia de Leste (Mirassol)
  • SANTA HELENA (REGIÃO OESTE): Prainha do Lago de Itaipu.

Fonte: Governo do Estado do Paraná